Seu rosto é familiar para todos nós, atriz, apresentadora e roteirista, ela nos deixou uma lembrança inesquecível em seu papel em “Sous Le Soleil”. Com um carreira rica e agitada, naturalmente se volta para sofrologia, e acaba tornando-se ela mesma sofróloga. Sofro Notícias conta com prazer sua jornada!

Desejo de bem-estar após um período complicado

Hoje instalada em seu consultório do 9° distrito de Paris, Adeline Blondieau experimentou há alguns anos tempos difíceis. Sobrecarregada por uma vida excessivamente intensa que a levou a um esgotamento e uma depressão, ela teve que desacelerar e, principalmente, a se concentrar no essencial. À procura de uma vida mais tranquila ela se volta para sofrologia e depois se inscreve em uma formação no Instituto de Formação em Sofrologia em Paris, onde ela aprende essa profissão com paixão e legitimamente encontra seu lugar no mercado.

Sofrologia, uma disciplina à sua justa medida

Ela prontamente admite ter sempre praticado mais ou menos sofrologia  sem realmente ter consciência disso: “Eu precisava me alimentar de outra coisa na minha vida profissional. Ajudar o próximo é uma das coisas importantes para mim. Sofrologia é um método que com o qual eu me identifiquei muito. ” Uma escolha que parecia óbvia e uma continuação lógica desta carreira tão completa para encontrar a si mesma e que outras pessoas possam se beneficiar da sua benevolência. Nesse sentido, ela consulta regularmente aqueles que a seguem nas redes a respeito de suas sensações e emoções.

O desejo de compartilhar, tolerância e serenidade, portanto, levou Adeline Blondieau à sofrologia. E você, como você descobriu a sofrologia? A sofrologia veio naturalmente para você ou talvez você tenha ouvido esse termo pela primeira vez através das recomendações do seu círculo familiar ou de um médico? Não hesite em nos contar mais nos comentários do artigo ou em nossa página no Facebook :)