Eles estão acostumados a cuidar dos outros. Mas quem cuida dos cuidadores?

Cuidar de si primeiro, para poder ajudar os outros.

Cuidadores muitas vezes tendem a colocar suas vidas em segundo plano, o que pode levá-los a exaustão física e mental e até mesmo à depressão.

Isso é verdade tanto para quem é cuidador de profissão como para quem cuida dos entes queridos. Cuidar de um ente querido doente pode, às vezes, gerar reações excessivas em relação a ele, que rapidamente nos fazem lamentar nossas ações e nos sentir culpados.

Como a sofrologia pode ajudar?

A sofrologia permite que o cuidador expresse o que está experimentando. Ela o ensina a canalizar sua raiva se necessário, ter distância emocional sobre o que acontece, para recuperar a calma para que o relacionamento com o paciente seja pacífico.

As sessões de sofrologia também ajudam a restaurar a auto-estima e a confiança quando você se sentir sobrecarregado. Eles também podem ser um momento para se perguntar e pensar sobre o que você realmente deseja, a fim de tomar as decisões corretas.

No caso de sessões em grupo, eles também podem criar um vínculo social, um local para compartilhar dificuldades.

Essencialmente, a sofrologia valoriza o cuidador para lhe dar a energia de que precisa e a capacidade de cultivar o positivo, mesmo quando tudo parece dar errado.

E você, você tem experiência em apoiar pessoas doentes ou frágeis? O que você precisaria para se sentir melhor? Compartilhe suas experiências conosco nos comentários ou em nossa página no Facebook!